Cadastre seu e-mail:

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Jesus, primogênito da criação

“Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação.”
 [Cl 1.15]

O universo vastíssimo e insondável com mais de dez bilhões de anos luz de diâmetro, com bilhões de galáxias, não surgiu espontaneamente nem é produto de explosão cósmica. O universo não é resultado de evolução de milhões e milhões de anos; foi planejado e criado. Só no planeta terra há mais de dois milhões de componentes que tornam este lugar um ambiente favorável à nossa sobrevivência. Seria tudo isso produto do acaso?

Precisaríamos mais fé para crermos na casualidade da geração espontânea e da explosão cósmica do que crermos que Jesus é o criador. Jesus é chamado de primogênito da criação, não porque tenha sido o primeiro ser criado como pensava Ário de Alexandria, mas porque é a fonte da criação. Ele trouxe à existência o que não existia. Do nada, Jesus tudo criou. Tudo foi feito por intermédio dele e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele foram criadas todas as coisas, as visíveis e as invisíveis. Ele é o criador e o sustentador do universo. Nele tudo subsiste.

Jesus é a fonte de vida, pois dele, por meio dele e para ele são todas as coisas.

Fonte: www.lpc.org.br/cada-dia (adaptado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário