Cadastre seu e-mail:

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Mergulhe e beba

Quando Cristo entra nas “cidades Fatigadas” do mundo, fica no cruzamento da avenida Esgotada com a rua Exausta e clama: “Se alguém tem sede, que venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. E isso disse ele do Espírito, que haviam de receber os que nele cressem...” (João 7:37-39).

“Venham a mim!” Não “venha a minha igreja” ou “ venha ao meu sistema”, mas “venha a mim!”

Venha a mim e beba. Não tomar uns golinhos. Não apenas experimente. É hora de beber com vontade. Gargantas sedentas engolem água. Almas sedentas engolem Cristo. (...) Encher-se de uma vez anualmente ou ingestões mensais não funcionarão. Você está caminhando no Vale da Morte, e aquela miragem que você vê não é uma miragem, mas, na verdade, o rio que você precisa. Mergulhe e beba.

E, ao fazer isso, veja o que acontece: “rios de água viva correrão do seu ventre”.

Fonte: “Quem tem sede venha”, Max Lucado, CPAD (pág.64).

Nenhum comentário:

Postar um comentário