Cadastre seu e-mail:

terça-feira, 10 de abril de 2012

Campanha 30 dias de oração pela Coréia do Norte

“A oração de um justo é poderosa e eficaz.” [Tiago 5:16]

A Coréia do Norte ainda é o lugar mais difícil do mundo para um cristão praticar sua fé. Qualquer atividade religiosa é vista como uma forma de revolta contra os princípios socialistas do governo e contra o culto à personalidade do líder. Apesar das dificuldades enfrentadas, a Igreja continua perseverando neste país.

A Coréia do Norte está há 11 anos em primeiro lugar na lista de Classificação de países por perseguição da Portas Abertas, um recorde desde que a classificação foi criada, em 1994. Nenhum país ficou por tanto tempo ocupando a posição de maior destaque, sendo aquele onde ser cristão custa um alto preço. Considerado hoje o país mais fechado do mundo por suas políticas de isolamento, a Coréia do Norte é um mundo à parte de tudo aquilo que conhecemos, o que gera uma grande dificuldade quando nos propomos a falar de um regime tão restrito e, principalmente, da perseguição à igreja existente ali.

A reveladora e emocionante história de sobrevivência e fuga para a China de uma família cristã norte-coreana, relatada no livro Fuga da Coréia do Norte, de Paul Estabrooks, demonstra quanto a população norte-coreana – principalmente os cristãos – precisa das nossas constantes orações. Além de lidar com as necessidades básicas de sobrevivência em um dos países mais pobres do mundo, os cristãos norte-coreanos são impedidos de professar sua fé abertamente.

Neste livreto, você terá a oportunidade de conhecer mais sobre a história da Coréia do Norte – fundação, política, cultura – e principalmente sobre a Igreja e suas dificuldades. Além disso, estamos convidando você a orar durante 30 dias pelos cristãos norte-coreanos e por sua nação, encorajando outros a fazerem o mesmo.

A Campanha 30 dias de oração pela Coréia do Norte começa no dia 15/04/2012.

Faça download aqui: Livreto de Oração pela Coréia do Norte

Fonte: Portas Abertas

Nenhum comentário:

Postar um comentário